DRAMATIZAR REGUENGOS OU A FORMA DE ESCONDER O GATO DEIXANDO O RABO DE FORA ?

Os lares de idosos em Portugal são vistos pela generalidade da população como o outro lado da vida onde ninguém deseja estar. Carregados de estigma e preconceito, tornaram-se autênticos locais de espera da morte em condições indignas. Esta é a opinião e a ideia da maioria da população portuguesa e, retirando uns poucos que fazem da sua vida profissional a luta diária contra essa opinião, não existe qualquer ação que altere a situação. Podíamos analisar mais profundamente as razões desta situação, mas isso demoraria certamente muito tempo, para além de existirem poderes instituídos de grandes corporações que prefere manter a situação atual do que discuti-la e transformá-la. A comunicação social que por vezes tenta colocar na primeira linha esta discussão, não vai também muito longe, deparando com uma cortina assente num modelo caritativo e assistencialista que custa a contrariar e que até é mal visto quando se põe em causa. Reguengos de Monsaraz saltou para as primeiras páginas ao ter registado um numero significativo de pessoas idosas infetadas com COVID…

ASSOCIAÇÃO APOIA INSTITUIÇÕES E ENTIDADES

A Associação Amigos da Grande Idade percebendo a intranquilidade de muitos dos seus amigos e colaboradores directores técnicos e gestores de várias entidades no que respeita à falta de equipamentos de protecção individual e prevendo que a situação possa vir a agravar-se, conseguiu um acordo/parceria com empresa de importação que garante o fornecimento dos principais meios de protecção a valores inferiores aos praticados até agora no mercado. No sentido de facilitarmos e beneficiarmos o sector do envelhecimento institucionalizado colocamos à disposição esses equipamentos com os custos que foram acordados com a Associação. Enviamos listagem de material, destacando o valor de mascaras. Os interessados em fazerem encomendas podem fazê-lo através do endereço electrónico da Associação, associacaoamigosdagrandeidade@gmail.com, ou pelos telefones 96 728 59 09 e 91 501 38 53, bastando indicar o nome (empresa ou individual), numero de contribuinte e morada e local de entrega se diferente de morada fiscal. O prazo de entrega será de 24 a 48 horas, qualquer que seja a encomenda.

PONTO DA SITUAÇÃO

    27 DE ABRIL 2020     1. Conforme afirmado há mais de um mês pela Associação Amigos da Grande Idade é grande prioridade do combate ao COVID 19 deveria ter-se centrado nos lares de Idosos. Não o foi e hoje deparamos com mais de 40% dos falecimentos ocorreram em lares de idosos. Esta percentagem tende em aumentar muito, podendo chegar-se a números que vão chocar toda a sociedade. 2. Como se percebe a estratégia para os lares de idosos é de grande desorientação, não se conseguindo um planeamento nacional com acções preventivas. A estratégia tem sido desenhada por resposta a ocorrências que vão surgindo, que se vão tornando evidentes e publicas através da comunicação social. Começou-se pelas tendas e pela dificuldade em definir quem devia ser transferido. Primeiro transferiram-se pessoas infectadas e depois, correctamente, pessoas não infectadas. Depois passámos aos testes. Iniciaram-se em zonas em que o COVID apresentava números menores (Alentejo e Algarve) e pelos residentes de lares. Agora e correctamente parece que se vão iniciar aos…

COVID 19 – VISITAS DE FAMILIARES AOS LARES DE IDOSOS

PARA QUANDO A ALTERAÇÃO DA PROIBIÇÃO ? A Associação Amigos da Grande Idade (www.associacaoamigosdagrandeidade,com) mantem grandes preocupações com a situação dos lares de idosos em Portugal, não podendo deixar de observar que as posições que foram sendo tomadas desde o início deste problema têm sido comprovadas no terreno e felizmente adoptadas pelos organismos e entidades nacionais. Assumimos de imediato que esta pandemia ia penalizar especialmente as pessoas idosas e muito especificamente as institucionalizadas. Falámos em números de letalidade que felizmente não estão a ser provados mas continuamos a julgar que se não forem tomadas ainda algumas medidas podemos vir a chegar a esses números, que nos indicam letalidade de 50% das pessoas idosas institucionalizadas. Propusemos que fossem encontrados locais para transferência de pessoas idosas imediatamente, após sintomas de COVID, numa primeira fase, e na segunda fase transferência de pessoas que não estivessem infectadas mantendo as pessoas infectadas nos locais onde estavam que já eram locais infectados. Alguns casos pontuais tomaram essa feliz decisão, noutros ainda andamos a deslocar pessoas infectadas…

INFEÇÃO POR COVID 19

    PEDIDO DE CRIAÇÃO DE ESTRATÉGIA NACIONAL PARA GESTÃO DA CRISE EM LARES DE IDOSOS PROPOSTAS DE MEDIDAS   ENQUADRAMENTO A infeção por COVID-19 veio mostrar um conjunto de fragilidades ao nível das políticas seguidas nas últimas décadas para a população idosa, negligenciada na abordagem da sociedade, que não acolhe e protege o seu maior capital de investimento, o conhecimento das pessoas com mais anos de vida. Como podemos perceber anteriormente, não estamos preparados para fazer face à infeção por COVID19 em Lares de Idosos, devido à sua letalidade que em termos internacionais é de cerca de 50%. Os modelos seguidos até aqui, por parte das autoridades de saúde nacionais, têm-se mostrado pouco sustentado, pouco alicerçado na realidade há muito vivida noutros países, nomeadamente no EUA, Espanha e Itália. Numa perspetiva de cuidado da sociedade, respeito pela vida humana e acima de tudo o respeito pela dignidade dos valores éticos e morais de toda uma sociedade é pedido neste documento que se encare o problema acumulado ao longo de…

ANÁLISE DE ESTUDO DE CASO EM UNIDADE RESIDENCIAL NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

Este estudo é feito com base exclusivamente na informação que foi disponibilizada e que não é total, na medida em que a própria entidade ou entidades reguladoras reservam informação com o objectivo de combaterem o alarmismo.       Dia 0: 19 de Fevereiro Aparece o primeiro infectado com teste positivo ao COVIN 19 Dia 8: 27 de Fevereiro Diminuem dois residentes sem informação de causa! Dia 9: 28 Fevereiro 48 Trabalhadores são enviados para casa É registada a primeira morte Dia 15: 5 de Março Registam-se 13 mortes Dia 16: 6 de Março 50 Residentes são transferidos para Hospital 32 Trabalhadores são enviados para casa Falecimentos aumentam para 19 Dia 21: 12 de Março Falecimentos aumentam para 25 EVIDENCIA: Num período de um mês (até serem fornecidos dados) em 140 residentes de um lar, temos 33 mortos e 66 transferidos para Hospital não se sabendo o que aconteceu. O Lar está reduzido ao fim de 29 dias a 42 residentes. Tinha 140 residentes! Os trabalhadores, ao fim de 29…

EMERGÊNCIA MUNDIAL: DRAMA NOS LARES DE IDOSOS

24-3-2020; 16.11 HORAS A Associação Amigos da Grande Idade, envia o gráfico do primeiro estudo de caso a nível mundial num Lar de Idosos nos Estados Unidos da América. Este gráfico vem confirmar as piores expectativas da Associação em relação aos lares de Idosos em Portugal. É urgente fazer testes nos lares de idosos o mais rapidamente possível para evitarmos aquilo que consideramos uma catástrofe nacional. Não tinhamos até agora evidencia cientifica, mas com este estudo de caso verificamos que, mesmo com as melhores práticas e os maiores meios vamos ter uma situação incontrolável. Este trabalho está ser liderado pelo Professor Doutor César Fonseca e apoiado pelo professor Doutor António Ilhicas(vice presidente da Associação) e Dr. Rui Fontes (Presidente da Associação). Neste momento começámos a trabalhar numa projecção muito optimista para os lares em Portugal onde existem mais de 90.000 camas. Repetimos que é urgente iniciar testes nos lares de idosos e actuarmos rapidamente na orientação de transferências e cuidados nessas entidades. Gostaríamos de estar errados. Seria mesmo uma imensa…